sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Á TUA ESPERA ANJO MEU!...



Enquanto te espero, tento concentrar-me, disciplino o pensamento, de forma a não me deixar enervar pela espera.
 

E de repente a realidade esvai-se e volto a estar contigo, naquele recanto onde nos encontramos para encher os sentidos, para saciar os desejos, para matar as ausências.

Volto a ter os teus braços que me prendem, a tua boca que me procura, o teu desejo que me enlouquece.
 

Deixei que a tua vontade de me sentires vibrar, falasse mais alto.
Fizeste-me gozar, uma e outra vez. Cada músculo, cada centímetro da minha pele gritou por ti, e tu ficaste cheio de mim, do meu prazer.

Quando finalmente te senti entrar em mim, preencheste-me toda, dando-me a sensação de que o prazer pode sempre ser .....ainda maior, até a razão se extinguir, e permanecer unicamente o gozo, puro, único, primário.

Por cada novo recomeço, sentia mais o teu desejo e sentia que crescia .....na medida em que me invadias o corpo, tornando-me tua.

Senti que a minha passividade despertou recantos escondidos do teu desejo, onde a necessidade de mim, te preencheu da mesma forma que me preenchias a mim .

Quando o teu gozo acalmou os nossos desejos , ainda não estava satisfeita...... a nossa necessidade de prazer, de nos sentirmos, de estarmos juntos.

Então, mais uma vez me conduziste, e desta vez uma nova exploração...........

Viraste-me de costas, as tuas mãos percorriam-me, os teus dedos exploravam-me, a tua boca segredava o teu desejo.

Eu sabia como me desejavas....sabia como te dar prazer....sabia como ansiavas explorar-me novos recantos do meu corpo.

Quanto te senti entrar em mim, contraí-me ( tens de ser tão grande?) mas lentamente senti uma onda de prazer qua aumentava a cada investida tua.

Senti-te a desorientação, a necessidade absoluta e urgente.

O teu desejo aumentava o meu prazer. Gozei até à loucura e quando me sentiste satisfeita, exausta, incapaz de te acompanhar, libertaste o teu controlo e senti-te gritar de gozo puro.

Olhei em redor, consciente de que devia ter uma expressão sonhadora, e talvez um pouco distante.

Afinal estava ainda á tua espera.

4 comentários:

Jorge Costa disse...

Princesa
não são os teus
beijos doces
que eu quero

quero os teus beijos
loucos de tesão
a queimar de paixão

quero-te toda só p'ra mim
em meus braços te envolvo
aí que tesão
me dás minha querida

ficarei contigo
tudo te darei
pede e terás
minha Princesa

Jorge C

Princesa disse...

Olha jorge mais uma vez deves ser louco para que tenho que te pedir algo que já tenho sabes eu ao anjo não preciso pedir nada ele me dá tudo ele adivinha meus desejos e eu os dele não precisamos sequer falar nos adivinhamos somos uma só pessoa entendes? ah! como irias entender se perdes tempo com babuseiras e a fazer cantigas á mulher dos outros será que és casado ou a mulher com a tua distração te enfeitou a testa e se foi noutras cantigas ou farta das tuas rsrsrsrs
my angel

ANJO disse...

Jorge.
Tu queres,querias,te faz criar agua na boca,mas estes beijos sao so meus,e a tesao tambem,fica com a imaginacao,ja e bom.
ANJO

ANJO disse...

Boa princesa ele deve ter um bom par de cornos que lhe pesam bem na testa.