quinta-feira, 6 de novembro de 2008

LOUCURA...


Beba da minha boca quente
Todo gota de desejo por teu beijo
Deixa que te mostre o que é prazer
Num só toque, toda magia de me ter
Me põe maluca me roça a nuca
Segure firme minha mão
Através dela, sente, todo meu tesão
No ar o gemido solto, enlouquecido
Os lençóis desgovernados retorcidos
Testemunhas de atos ensandecidos
Não posso mais...
Te olho nos olhos, acaricio seus lábios
Me entrego, cativa, acaricia meus seios
Completamente entorpecida cavalgo...
Por um minuto, pensei que não fosse suportar
Tanto prazer, tanto amor, ia me acabar!
Sem ver, nem ouvir, num mundo estranho
Segundos maravilhosos, te arranho...
Aos poucos perceber que ainda estou viva
Te beijo, com ternura, recobro os sentidos
Percebo o quanto te amo!
É a alma agora que goza, enquanto te olha
Cansada, feliz, realizada, caio adormecida.
Loucura, loucura, que cura. 



6 comentários:

Rui M disse...

Amiga esse cabrão desse romeu se tivesse vergonha não vinha mais aqui meter-se comigo, ele não me conhece eu sou capaz de uma loucura por ti meu amor vou partir os cornos ao gajo eu o apanho um dia escreve isto

Zeca disse...

Estou preso
Tento soltar as amarras
Mas não consigo
Paixão e sentimento
Amizade e ternura
Atormenta o meu sono
Acompanha meus dias
Sufoco e não posso mais
Digo, grito e abro o coração
Mas não posso
Porque estou preso
A esta mulher
Zeca

Princesa disse...

è pá Rui não podes partir os cornos do Romeu sabes porquê? .........Claro que não sabes és burro mesmo, mas eu te digo sou tua amiga: è porque ele não tem cornos eu não lhos ponho serei só dele

Princesa disse...

Estás preso ao raio que te parta Zeca nunca dizes nada de jeito

ROMEU disse...

Apanhas e no Cu RUI M seu parvalhao.
Estou a morrer de medo hahahahahaha.
Romeu.

ROMEU disse...

Gata Danada!!
Não sei mais o que fazer! A cada toque da sua mão na minha pele, a cada toque dos seus lábios nos meus me deixa cada vez mais excitado, cada vez com mais vontade de ficar a sós com você...
Sentir seu perfume, sentir sua face roçando no meu pescoço, sua cona gostosa pressionando meus colhoes



E como que num desespero arrancamos as roupas um do outro e fazemos do chão a nossa cama...



Eu te mordo, lambo e chupo o corpo inteiro e sinto sua língua deslizar pelo meu... Eriçando todos os pêlos do meu corpo cheio de tesão.



E então começamos a nos amar intensamente e nesse vai e vem dos nossos corpos molhados de suor, gemidos de prazer quebram o silêncio, e então sinto você gozando deliciosamente com o meu pau



Te quero!



Te quero agora...



Me possua...



Sou todo teu
Romeu