sábado, 25 de abril de 2009

~~ºº~~ MULHER MADURA ~~ºº~~




Mulher madura,
com muita candura...
cheia de encantos
sou agora caçadora
Isso é importante
Nesse instante:
Atrair minha presa
E prende-lo ao meu desejo.
Sou loba, sou mulher!
Sei conquistar o que quero!
Não tenho nada a perder
eu e ele temos a ganhar
estamos vivos e vivemos mais
Em minha gula, em minha procura
alcanço meus sonhos
com sutileza e emoção.
Libero meus desejos,
a libido, de forma natural
Tenho cheiro de fêma no cio
De loba faminta, no uivar, no amar
Desperto desejos...desperto tesão
Minha idade da loba
onde aprendi a viver,
como dona de mim
Em gozo sem fim
Faço um homem gemer,
Gemer de prazer!!!
 

5 comentários:

Fatti disse...

MIGA ESTA POESIA É LINDISSIMA SEMPRE Q VEJO QUERO LER...
PARABÉNS PELO BOM GOSTO..

BJUS C CARINHO

FATTI

Zeca Diabo disse...

Velho Zeca certo dia
Marcou uma pescaria
Botar rede na camboa
Tio Quincas tamb�m ia
Eu fui montado no jegue
O diabo que te carregue
Toda hora eu ca�a
II
O lugar era de mangue
Do outro lado salgado
Nem um p� de vassourinha
Pra se esconder do tornado
Caiu uma tempestade
Deus do c�u por caridade
Fiquei todinho enrugado
III
Menino ainda pequeno
Fiquei debaixo do jegue
Tentando esconder da chuva
Um frio que arrenegue
Depois entrei num caixote
Emborquei no meu cangote
Ao trov�o fiquei entregue
IV
A pescaria rolava
Mar� cheia foi baixando
A chuva n�o dava tr�gua
O peixe foi encostando
Camboa toda fechada
Depois da �gua baixada
Os pemas foram chegando
V
E quando a mar� baixou
Menino foi coisa feia
Peixe tentando voltar
Encalhava na areia
Pema parecia praga
E o cacete do chaga
Cobria eles de peia
VI
Era pra mais de quarenta
Na cabe�a de menino
Coitado daquele jegue
Que era t�o pequenininho
Peixe arrastava no ch�o
Quando chegamos ent�o
Que inveja dos vizinhos
VII
S� sei que uma cabe�a
Deu pra jantar todo mundo
Seis irm�os e os meus pais
Que comem no prato fundo
Sem contar as barbatanas
Comemos duas semanas
Terreiro ficou imundo
VIII
Um certo dia em S�o Paulo
Contei pro primo Messias
Que o meu pai tinha feito
Uma grande pescaria
Messias meio sapeca
Perguntou pro Velho Zeca
Que disse que n�o sabia
IX
Pra mim o pema era enorme
Que grande decep��o
Velho Zeca p�s o dedo
Aonde come�a a m�o
A� era pilombeta
E minha grande falseta
De repente foi ao ch�o
X
Me sentindo inconformado
Tio Quincas fui visitar
Aquilo n�o tava certo
Ele iria confirmar
Sentados naquela mesa
Qual foi a minha surpresa
Disse nunca fui pescar
XI
Essa hist�ria � verdadeira
Messias vai confirmar
Resposta pro Velho Zeca
Galope vou lhe pagar
Seu galope n�o � xoto
Faz versos que nem garoto
Nos noventa eu vou pra l�!!!

intimidades disse...

maravilha

Jokas

paula

Guapito disse...

Podrá nublarse el sol eternamente;
Podrá secarse en un instante el mar;
Podrá romperse el eje de la tierra
Como un débil cristal.

¡Todo sucederá! Podrá la muerte
cubrirme con su fúnebre crespón;
pero jamás en mí podrá apagarse
la llama de tu amo

Aqui - Ali - Acolá disse...

MY ANGEL Princesa:

Mulher madura, uma forma de saber o que quer nos seus desejos, seus prazeres e tudo o mais que a vida lhe possa dar.

A idade assim a faz ser, dona de si e como diz o texto uma loba faminta que o prazer são seus desejos.

Saber o que se quer é uma grande conquista, e quando se quer o que se deseja podendo-se alcançar, então não há que temer e seguir em frente sem receios, porque a vida é feita de tudo quilo que desejamos.

Bjos, felicidades Domingo feliz..