segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

~~--~~ DESEJO INDECENTE ~~--~~


 Ah, desejo indecente
Que invade minha mente
Me enlouquece de prazer
Fecho os olhos a sonhar
E te sinto a me tocar
Fazendo o corpo estremecer,
Sua boca castigando
Pelas curvas deslizando
Fazendo a pele queimar
Não sei como segurar
E não me entregar
A esse desejo vulgar,
Sei que é loucura
Mas não há cura
Para essa louca paixão
O que quero é te amar
E sem medo me entregar 
De corpo alma e coração
Até quando vai durar
Esse jogo sedutor
Até quando vamos ficar
Brincando de amor !


5 comentários:

Princesa disse...

Meu amor lindo
Te amo mais que tudo, sem você me sinto só
Minhas noites sem teu toque é pura
noite de frio e lágrimas.
Sinto-me sem rumo, sem destino
Sinto-me sem chão, pois minha
maior vontade é estár ao seu lado
compartilhando com você meu
momentos, minha vida, meu Amor!
Minha vida longe de ti é triste
e sem rumo, és o grande amor da minha vida.

Te amo, nunca esqueças disso!!
Princesa....

Romeu disse...

Princesa linda.
Por favor nao me desprezes assim.
Eu imagino estes lindos versos teus serem dedicados para mim,e te sinnto a cada instante,nunca desistirei princesa,alguns ja desistiram,e vao desistindo,eu serei aquele que fica pra sempre.
Nao me lastimes mais.
Romeu.

rui m disse...

Isto aqui não é romeu e julieta nõ acaba nem bem nem mal aqui é romeu e veneno estás mal gajo rasteja que ela te pisa mais e eu aqui na plateia a aplaudir finalmente eu perdi mas me consolei ela te corneou boa princesa parabéns abriste os olhos assim gosto

Romeu disse...

Cabrao Rui.
Tu vaz estar fodido comigo,vou-te roubar essa Rebeca e ficas sem nada,e quem se vai rir sou eu,estaz a ser mau pra mim filho duma egua.
Romeu

Sergio disse...

Quero apenas que me toques o corpo
Pois a minha alma e coração te pertencem
Pousa teu calor e me enche de luz
Pois não reluto, entregue estou
O meu prazer é um sonho no teu corpo
O teu prazer espelho do meu corpo
Ficamos aqui, o segredo entre nós
Vivemos e são nossas súplicas as únicas
que se ouvem umedecidas em beijos
Na areia dourada corpo inundado
De risos e prantos e a boca cheia de fome
Eu chamo você agora e meigamente
Venha.... devagarzinho meu amor
Feita de espera toda a carne do amor escrevo
Pela tua luz que me desvenda aos poucos
Entrego minha vida, que sejas o caminho