segunda-feira, 27 de julho de 2009

~~ºº~~ Te amo! ~~ºº~~


Quando meus lábios tocarem tua pele
e minhas mãos percorrerem todo teu corpo.
Mergulharei nos mais profundos desejos
de tua alma e sentirás, dentro de ti, todo o meu amor.
Seremos neste momento uma só pessoa.
Tu verás que todas as nossas fantasias ganharão asas.
E nos conduzirão a um universo só nosso, e,
como cometas em rota de colisão,nos encontraremos extasiados
em extremo prazer.
Neste instante, o silêncio, por frações de segundos,
será absoluto, sendo apenas vencido por gemidos e palavras
sussurradas docemente.
E nossos corpos, como nascentes de rios, embargados em suor,
deslizarão mansamente sobre lençóis,
em movimentos de carícias e cumplicidade.
Então te beijarei com toda intensidade de meu ser e,
olhando dentro dos teus olhos, direi
Te amo!

3 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá Ptincesa

Estava a ficar surpreendido,por
não ter encontrado slgo novo neste cantinho. Eu sabia que não iria ficar sem os perfumes que em cada
dia respiroE para que nada seja diferente, aqui me oferece todo o
perfume a que me habituou. Eu
dosse-lhe que era exigente, pois
não será dia aquele em que não
encontrar o néctar que necessito
dia após dia. O meu obrigado.

Um beijo

Alvaro

Bela disse...

Mais do que nas palavras é nos pequenos gestos que sentimos o verdadeiro amor.

Tem uma boa semana

Um beijo

Aqui - Ali - Acolá disse...

Boa amiga Princesa:

Por aqui estou fazendo mais uma visita, onde hoje ao ler este teu poema não quero deixar de te dar meus parabéns por esta obra prima.

-----------------

Quando meus lábios tocarem tua pele
e minhas mãos percorrerem todo teu corpo.
Mergulharei nos mais profundos desejos
de tua alma e sentirás, dentro de ti, todo o meu amor.

-------------------

Muito forte esta parte acima.

Mais palavras não te posso dizer porque tu no poema tudo exprimes e de que maneira.

5*****!..

Bjos, e que em ti perdure sempre o doce e belo das palavras que saem de dentro de ti.

Felicidades e brisas de vento fresco soprem em ti para amainar o calor que por aí sentes.