sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

~~º~~ VENCIDA PELA DISTÂNCIA ~~º~~


Nunca pensei que um dia eu iria viver isso...

A distancia nunca havia me vencido...

Nunca tinha me desanimado...

Mas,

Desta vez ela veio para me derrotar!!!

O amor que sinto é muito grande...

Mas é tão frágil quanto seu tamanho!

Não que eu tenha desistido do amor que sinto,

Mas,

Ele se torna cada vez mais longe de ser consumado.

Penso a cada noite como seria se fosse diferente.

Se meu grande amor estivesse mais perto...

E então,

Choro com a esperança de que ele ouça

E venha correndo para me envolver em teus braços

Num longo e aconchegante abraço.

Me iludo!

E por mais que eu queira esquecer que moras tão longe

Vem a solidão me mostrando a realidade.

Não consigo mais me contentar com mensagens

Com palavras, lindas mais, apenas palavras...

Como fico?

Como posso me contentar com tão pouco se

Tudo o que sentimos é tão lindo e perfeito

E não pode ser vivido?

Um sentimento tão grande sem poder ser vivido como deveria...

Ah!

Essa distância um dia irá me destruir por dentro e por fora!

Arrancando de mim a única coisa que não conseguiu ainda,

A vontade de viver e vencê-la!

Enquanto isso,

Não desisto do meu amor, único e perfeito.

Porém,

Distante e solitário!

4 comentários:

Rui M disse...

Sou talvez a visão que alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra m
te ver,
E que nunca na vida te encontrou,
mas que deseja muito te encontrar
e te amar,
bom fim de semana Princesa

Jorge C disse...

Eterno é tudo aquilo que dura uma
fração de segundos,
mas com tamanha intensidade
que se petrifica e nenhuma
força consegue destruir."

Que a amizade seja eterna...

Belo final de semana
um beijo

Princesa disse...

eh! pá vocês hoje estão muito democráticos me desejam bom fim de semana olhem para vocês todos também

Romeu disse...

Isto ate me da vontade de rir.
Olha este panasca bem desejar bom fim de semana a Princesa,badalhoco,vai la ter com o xavier,voces andam a comer-se.

Este jorge tem de pagar direitos dos meus velhos poemas,Estaz a ouvir su corno.
Romeu.