sábado, 13 de dezembro de 2008

~~º~~º~~ VOCÊ ~~º~~º~~


Quando lembro de você, 
Lembro dos seus olhos, 
Da sua boca, 
Das suas mãos, 
Do seu corpo... 
Lembro daquele olhar 
Querendo dizer algo, 
Imaginando loucuras, 
Olhar de cobiça, 
de gula... 
Lembro dos seus lábios, 
nos meus, 
beijos quentes, 
loucos beijos, 
desejados há tempos... 
Mãos alisando meu corpo, 
Acariciando meu rosto, 
Meu colo, 
Meu ventre... 
Tudo isso em pouco tempo, 
Mas tempo suficiente 
Para saber que você me quer 
Assim como te quero, 
Homem/Amante/Amigo...

4 comentários:

Sergio disse...

Amiga publica meus versos por favor.

A tua boca é um rio
Onde sacio a minha sede
Onde abarcam os meus beijos
Onde flutuam os meus sonhos.


E quando vier a tempestade…
Abriga-te no porto
Da minha paixão.


Esse porto...
Estará sempre aberto
Só para ti, meu amor!


A tua boca é um rio
E como é bom afogar-me
Pouco a pouco…
Na doçura do teu leito.

um beijo amiga

Princesa disse...

estás entusiasmado amigo sergio vejo que gostas de poesia eu também gosto um dia destes vou publicar fica a promessa
um bom domingo para ti

Anjo disse...

Mau! mau! estou a ficar lixado contigo Sergio quem pensas que enganas a princesa vens com pés de lã e ja estas a me tramar mas olha que te parto os cornos vai cagar versos para outro lado sai daqui cão vadio donde foste sair agora porra

Princesa

Não acredites neste diabo feito anjinho caido do céu ele é falso amor quer te roubar de mim e eu te amo não vou deixar

Romeu disse...

Sergio.
Lindos versos,sim senhor,e pra fazer ciumes ao Rui merdas e ao Jorge Bosta,espero que me ajudes Sergio a por estes caes daqui pra fora,Rui Jorge e Anjo.
Obrigado amigo.
Romeu.