sexta-feira, 5 de março de 2010


É o sangue que corre nas minhas veias...
 É a paixão que outrora senti...
É a cor que esquenta os meus sentidos e se eleva na minha alma...
Vermelho é vida, é chama, é o fogo de uma doce luxúria
São os meus lábios sedentos do teu toque, do teu beijo
É algo que não sei como, eu perdi...
Um vestido
Uma lingerie
Algo que  vivi... Talvez...
Tu que gostas de te deitar no preto, e eu adoro ver-te assim
Irreverente, provocante, ousada, frontal...
Vem eu deixo... Possui-me bela cor
Faz de mim a tua escrava e transforma-me outra vez
Na mais doida amante em noites de Lua cheia
Vem, quero sentir-te novamente.
Quero render-me às loucuras de outros tempos
Quero-te muito!

2 comentários:

silvo disse...

Amor fuerte, amor que todos querrían, buena tarde y besos Princesa

1manview disse...

Amoroso e provocante poema, Princesa...

Um beijo