quinta-feira, 10 de junho de 2010

~~º~~ Labaredas ~~º~~


O roçar da tua pele

A O cheiro do teu corpo,

O sabor do teu beijo,

Nada mais do que tua presença,

Ou mesmo tua ausência,

Só me fazem pensar em ti.

É assim... É bem assim

Que inicia meu desejo.

Me olho no espelho,Sorrio debochada.

Quem me verAssim tão comportada,

Não sabe que aqui,

Há um demônio pervertido,

A compor minha saia,

Enquanto ardem,

Labaredas dentro de mim.

4 comentários:

silvo disse...

Está grabado en el interior por eso se siente lo mismo en presencia que en ausencia, quizás la ausencia aviva más, bssos Princesa

Alvaro Oliveira disse...

Boa tarde amiga Princesa

Um belo poema de intensa paixão,
amor, sentimentos e desejos.
Como sempre, sua inspiração é
transcendente.

Após a cirurgia, me pareceu sentir-me definitivamente apto para regressar aos blogs. No entanto me esqueci da recomendação médica, para repousar e como não a respeitei, o cansaço se poderou de mim. Agora sim, me sinto realmente
capaz de acompanhar meus amigos e
seus blogs.

Um bom fim de semana lhe desejo.

Beijos

Alvaro

poetaeusou . . . disse...

*
e como escreve uma Princesa,
,
o amor arde e sente-se . . .
,
brisas serenas,
,
*

1manview disse...

paixões Amor ....

Sexy ...

Abraços ...